Como prevenir a bulimia?

Prevenção da bulimia

Você está preocupad@ com a bulimia e precisa saber como preveni-la? Pois então, não perca este artigo no qual vou te dizer como você pode identificar este transtorno, para intervir a tempo e evitar seu avanço. Saiba mais!


Enfermedad de la bulimia

A bulimia é considerada um transtorno da alimentação, no qual não só se altera a incorporação de nutrientes ao organismo, mas também, que esta alteração afeta o normal funcionamento orgânico, podendo produzir em casos extremos a morte.

A ferramenta mais eficaz para evitar a bulimia é prevenir, por isso neste artigo, vou te mostrar que medidas podem ser úteis para prevenir a bulimia.

Tipos de bulimia

A bulimia se caracteriza por ser uma doença cujo objetivo é conseguir o consumo calórico por dois mecanismos diferentes.

  • Tipo purgante. Por indução do vômito e abuso de laxantes.
  • Tipo não purgante. Colocam-se em prática outros tipos de comportamentos, tais como exercício físico excessivo, longos períodos de jejum, combinado com excessos nas refeições, etc.

É importante ter em mente que a prevenção é a ferramenta mais importante que os pais têm diante da possibilidade do surgimento de um transtorno da alimentação como a bulimia.

Medidas preventivas

Para colocar em prática as medidas preventivas é necessária a participação de toda a família, e toda a equipe interdisciplinar de saúde.

Da família

Para isso a família deve estar atenta às condutas não habituais que tenha o ou a adolescente, como por exemplo:

  • Procure eliminar o ingerido. Retira-se habitualmente da mesa para ir ao banheiro.
  • Evita comer alimentos. Não quer compartilhar a comida familiar em determinadas ocasiões.
  • Trata de queimar muitas calorias. Realiza exercícios físicos de forma extrema.
  • Mente sobre o que come. Esconde comida.
  • Come escondid@. Se levanta de noite para comer, entre outras.

Da equipe médica

Quanto aos profissionais da saúde, devem estar atentos a:

  • Determinados parâmetros de sangue como o potássio, sódio, hepatograma, glóbulos vermelhos, etc.
  • Peso corporal, assim como a relação peso/idade e peso/altura.
  • História familiar de obesidade ou sobrepeso. É importante ter em mente que se dentro de uma família, a maioria dos seus integrantes são obesos ou têm sobrepeso, a probabilidade de que um adolescente membro dessa família sofra de obesidade é alta. Por isso uma das formas de evitar transtornos da alimentação, tais como a bulimia, é tratar a obesidade familiar.
  • Plano de alimentação. O acompanhamento familiar na realização de um plano de alimentação supervisionado por um médico reduz a possibilidade de que a ou o jovem sofra de bulimia.

A intervenção precoce da família ajuda a evitar as complicações derivadas da bulimia, que não só afeta essa criança mas toda a família que a rodeia.

Lembre-se que estar atento aos nossos filho, pode ajudar na prevenção de muitas doenças, entre as quais se encontra a bulimia.

Mais informação sobre a bulimia

  • Causas da bulimia. Uma das melhores formas de prevenir a bulimia é conhecer as causas que a desencadeiam. Neste artigo, você poderá ficar por dentro dos diferentes fatores que podem propiciar o desenvolvimento deste transtorno alimentar.
  • Como combatê-la. No entanto, quando a bulimia já é um fato, quanto antes se atue tanto melhor, para evitar que se enraízem estes hábitos nocivos do comportamento alimentar. O seguinte vídeo, que preparamos especialmente, mostra como tratar e combater esta doença.
  • Consequências da bulimia. As consequências físicas e psicológicas da bulimia podem ser muito graves, provocando danos em muitos casos, irreparáveis. Descubra quais neste artigo.

 

Que tipo de causas você acha que são as mais determinantes na bulimia?

Veja resultados

Loading ... Loading ...



Não há comentários

Você pode comentar no Facebook e no Google+ ou, se preferir, fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Loading Facebook Comments ...
Comente no Perder peso - Remédios, dicas e truques para perder peso

Avisar-me quando houver novos comentários!

Comente no Google+